g.e. Glória

Notícias

Gauchão 2016 - Empate na volta pra casa

13/02/2016

Gauchão 2016 - Empate na volta pra casa Na elite do futebol gaúcho, o Glória reinaugurou seu estádio neste sábado 13 de fevereiro, dia histórico para a comunidade de Vacaria. Mais de três mil pessoas compareceram ao Novo Altos da Glória e prestigiaram a equipe diante do Brasil de Pelotas, na primeira exibição em casa válida pelo Estadual 2016.

O empate em 1 a 1, conquistado através do poder de reação do time na segunda etapa, deixou o Leão da Serra com cinco pontos na tabela após quatro rodadas, permanecendo entre os credenciados a disputar as quartas de final do campeonato.
No próximo domingo, o desafio é em São Leopoldo diante do Aimoré, a partir das 17h.

- O jogo

Aproveitando-se do fator local, o Glória iniciou “abafando”. Aos 40 segundos, já anotara uma finalização na estatística do duelo: Calyson concluiu de canhota por cima, após tabela ofensiva. Jogando no campo adversário, não diminuiu o ritmo, acumulou escanteios em sequência e esteve próximo de marcar. O estreante Leandro, aos nove, completou de cabeça o cruzamento da esquerda e assustou o goleiro Eduardo Martini.

Aos poucos, porém, o entrosado time rubro-negro passou a diminuir os espaços e a equilibrar as ações. Felipe Garcia, aos 20, arrematou com força de média distância, a centímetros da trave direita de Rafael Roballo. O Glória não demorou a responder na mesma moeda. Elyeser tentou o chute rasteiro, aos 30, e Goiano fez Martini rebater quando emendou uma bomba da ponta esquerda.

Contudo, três minutos mais tarde, o Brasil abriu o placar depois de o árbitro Francisco Neto assinalar pênalti inexistente do zagueiro Alisson sobre o centroavante Nena, que cobrou no canto e fez 1 a 0.

Em desvantagem, o técnico Clemer deu mais poder ofensivo à equipe na volta do intervalo, substituindo o volante Elyeser pelo atacante Vinícius e deslocando o meia Calyson para função mais recuada de meio. A alteração tática surtiu efeito rápido, e o Glória passou a controlar a posse de bola. Por sua vez, a equipe de Pelotas fechava-se em duas linhas, dificultando a infiltração para o último toque, e explorava os contragolpes.

Desta forma, o recurso da bola aérea surgiu com maior nitidez. Alisson, aos 11, levou vantagem no alto após escanteio e tocou ao lado. Vinícius, aos 29, também utilizou um cabeceio para tentar vencer Martini. Foi outra rebatida do arqueiro, porém, que deu origem ao gol da igualdade: o meia Cleiton se antecipou ao zagueiro Teco, deu um leve toque à frente e foi derrubado na grande área. Pênalti. O atacante Paulista, que ingressara pouco antes, converteu e empatou aos 34, fazendo “explodir” o Altos da Glória.

A partir daí, no embalo do torcedor, o Glória intensificou a pressão. Vinícius fez jogada individual pelo meio e bateu forte de canhota, aos 42, por cima. O Brasil, nos descontos, também teve chance de balançar a rede; Jhon Lennon salvou e manteve o placar que garantiu um ponto para cada lado.

- Ficha Técnica

Campeonato Gaúcho 2016 | 4ª rodada
Glória 1 x 1 Brasil de Pelotas | 13.02.2016 | Estádio Altos da Glória

Glória: Rafael Roballo; Jhon Lennon, Danilo, Alisson e Márcio Goiano; Luanderson, Elyeser (Vinícius), Leandro (Paulista), Cleiton e Calyson; Giancarlo (Germano).
Técnico: Clemer

Brasil de Pelotas: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Teco e Xaro; Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia (Marcos Paraná), Diogo Oliveira (Márcio Hahn) e Ramon (Galiardo); Nena.

Crédito: Assessoria Comunicação | G.E Glória

Mais Fotos

Voltar


© Grêmio Esportivo Glória
desenvolvimento 6i